Buscar

10 maneiras de ser solidário durante a pandemia de COVID-19

Artigo de Neal Gorenflo publicado originalmente na Shareable em 30.03.2020 e como capítulo do ebook gratuito Lesson's From the First Wave que retrata lições da primeira fase de pandemia.

Se você participa de alguma iniciativa de ajuda local, cadastre gratuitamente na plataforma idealista para acessar recursos, ideias e pessoas dispostas a ajudar.

Tradução por Tiago Giordani - tiago.giordani.translator@gmail.com

Desenho de luvas, máscaras, álcool em gel e vírus.
Imagem por Viktor Ivanchenko de Pixabay

Compartilhar provavelmente não é a primeira ideia que vem à mente durante a pandemia de COVID-19, pois implica em contato físico. No entanto, existem muitas maneiras de compartilhar que não exigem contato físico. Na semana passada, explorei porque precisamos agora compartilhar mais do que nunca (em resumo, os líderes falharam, temos que preencher a lacuna). Felizmente, há uma onda crescente de compartilhamento de recursos, ajuda mútua e voluntariado que está varrendo o mundo. Aqui estão 10 maneiras de se juntar a essa onda:

1.  Segurança em primeiro lugar. 

Siga a orientação de ficar em casa, o distanciamento físico, a lavagem das mãos e outras medidas de segurança recomendadas por autoridades de saúde confiáveis. Incentive todos ao seu redor a fazerem o mesmo. Segui-los com disciplina pode ser o ato de solidariedade mais importante que você pode realizar. Esta é uma responsabilidade compartilhada. Você se protegerá e a muitos outros. Em caso de dúvida prefira a cautela.

2.  Verifique como está sua família, amigos, vizinhos e os mais vulneráveis em sua comunidade.

Forneça conforto, orientações de saúde e qualquer ajuda necessária para as pessoas mais próximas a você. Fique com eles. Dependendo da sua situação, você pode se ocupar apenas com isso. Se todos fizerem isso, todos terão acesso a pelo menos um nível básico de cuidado e suporte emocional.

3.  Apoie os profissionais de saúde da linha de frente e as instituições nas quais eles atendem.

Eles são a “represa” que impede as “enchentes” da infecção. Não podemos permitir que esta barragem se rompa. Verifique em seus hospitais locais para ver o que eles precisam. Pessoas e organizações já estão doando equipamentos médicos de proteção individual e gerais, refeições e muito mais. Você pode até ser voluntário remoto ou se juntar a uma equipe que projeta equipamentos médicos utilizando tecnologia de código aberto. Comece aqui para saber onde se encaixar.

4.  Junte-se ou inicie uma rede de ajuda mútua.

Redes locais de ajuda mútua administradas por voluntários fornecem ajuda em escala comunitária, geralmente com foco no apoio mútuo para os mais vulneráveis. Se você deseja aumentar seu impacto localmente, este é um ótimo caminho a percorrer. Elas se tornaram virtuais durante a pandemia, usando planilhas para combinar as necessidades com os recursos. Aqui está uma visão interna de uma das milhares de redes de ajuda mútua COVID-19 iniciadas recentemente. Diretórios delas surgiram nos EUA, no Reino Unido e em outros lugares. Pesquise na web por uma em sua área. Se não houver nenhuma, comece uma. Às vezes, bastam dois amigos e uma planilha.

5.  Apoie aqueles que mais precisam.

Isso pode incluir idosos, aqueles mais vulneráveis ao COVID-19 em termos de saúde, aqueles que viviam anteriormente ou recentemente à margem da economia, aqueles que enfrentam despejo, pessoas que sofrem de racismo ou discriminação, pessoas sem documentos, vítimas de violência doméstica, pessoas sem casa, pessoas com deficiências, pessoas com problemas de saúde mental e muito mais. A pandemia apresenta desafios únicos para as pessoas nesses grupos. O suporte pode ser direto, mútuo ou por meio de várias organizações de serviço locais. Procure na sua região o seu canal preferido.

6.  Socialize, mas com segurança.

Conforme relatado por Shareable, a solidão era um grande desafio para a saúde antes da pandemia. O distanciamento social pode piorar as coisas. Já temos uma recessão econômica em nossas mãos devido à pandemia, não precisamos de uma “recessão social” para agravar a miséria. Uma abordagem mais construtiva é o distanciamento físico com solidariedade social, não o distanciamento social. Este é um momento para ser caloroso, amigável e gentil com aqueles que você conhece e estranhos, seja virtualmente ou quando você está a alguns metros de distância na vida real. Este também e um momento para exercitar sua criatividade social. As pessoas estão realizando happy hours virtuais, festas dançantes, festas de aniversário, clubes do livro, serviços religiosos e muito mais. Use este momento para refazer o tecido social.

7.  Compartilhe informações confiáveis com responsabilidade.

É importante manter seus amigos, familiares e comunidade informados. No entanto, a web está inundada de informações enganosas e até mesmo indutoras de pânico sobre a pandemia COVID-19. Certifique-se de que o que você compartilha é de fontes confiáveis. Cruze relatórios de notícias com relatórios de outras fontes confiáveis. Tão importante quanto, certifique-se de que o que e como você compartilha não induza ao pânico involuntariamente. Equilibre o compartilhamento de notícias verdadeiras e alarmante com informações relevantes sobre como fazer, segurança e soluções. Para ajudá-lo a manter a sanidade, considere uma seleção da mídia que limite de forma responsável o seu consumo de notícias. É fácil ficar sobrecarregado com o ciclo de notícias da pandemia COVID-19 24 horas por dia, 7 dias por semana. O pânico mata, vamos ficar calmos.

8.  Envolva o governo.

Governos em todo o mundo estão decidindo como responder à ameaça imediata do COVID-19 e aos impactos de segunda ordem. Essas decisões podem remodelar a vida de uma forma dramaticamente diferente e potencialmente pior, a menos que a voz do público seja ouvida. Como sempre, os ricos e poderosos estão na mesa de negociações. Certifique-se de que você também está. Verifique com sua representação local e nacional sobre os seus planos sobre a pandemia COVID-19 e faça ouvir sua opinião. Somente juntos podemos vencer o capitalismo da COVID-19 e reconstruir em uma base mais justa e sustentável.

9.  Faça um planejamento do tempo para fazer as tarefas acima.

Agende um tempo todos os dias para fazer o check-in, apoiar os profissionais médicos da linha de frente, ajuda mútua ou prevenir uma recessão social – qualquer combinação de atividades que faça sentido para você. Faça disso parte de sua rotina diária de pandemia. Compartilhe suas contribuições com outras pessoas. Convide-as para participar. É natural se sentir um pouco impotente nesta situação, esta é uma maneira de retomar o controle.

10.Cuide-se.

Por último, mas definitivamente não menos importante, cuide-se. Você não pode fazer o que foi listado acima se não estiver saudável. Conforme as companhias aéreas aconselham em emergências, coloque a máscara de oxigênio primeiro antes de ajudar os outros. Dependendo da sua situação, esse momento pode até ser uma oportunidade de passar mais tempo se exercitando, comendo de forma correta e encontrando maneiras de manter a calma, como ioga, meditação e longas caminhadas.

Existem muitas outras maneiras de ajudar. O número e a variedade de esforços populares são realmente impressionantes. E agora que você está no comando, aposto que você tem suas próprias ideias para ajuda mútua. Compartilhe as ações que você realizou ou testemunhou conosco por e-mail info@shareable.net ou no Facebook.

E ainda tão importante – espalhe a palavra de que é hora de ajudar uns aos outros, compartilhar recursos e compartilhar liderança.

Resposta do Idealist frente ao Covid-19

Central de Recursos Covid-19 -  Grupos de Apoio Mútuo - Recursos por Cidades

Idealist.org - Encontre um emprego. Conecte-se com organizações sem fins lucrativos. Cresça sua comunidade. Construa um mundo melhor.

Gostou da história? Inscreva-se abaixo e compartilhe em suas redes sociais

Compartilhe essa publicação