Buscar

ONG / Associação / Organização Social

INSTITUTO OMOLARA BRASIL

Faz parte desde fevereiro 2021

Sobre Nós

O Instituto Omolará é uma organização de mulheres negras, sem fins lucrativos, que age para a valorização das raízes africanas, através da garantia equânime de direitos, do fortalecimento do afro empreendedorismo e da mobilização de sujeitos, organismos e redes. Desenvolvemos ações junto a outras mulheres negras e suas comunidades a partir de investimentos de pessoas físicas e jurídicas.

O Omolará é feito por mulheres negras de diferentes contextos, que se uniram com o propósito de fortalecer outras mulheres negras. Criado em 2012, sonhamos em intervir para a equidade racial, de gênero e econômica através de projetos, parcerias e investimento social. Trabalhamos para a construção coletiva do bem viver de mulheres negras, suas famílias e comunidades. Coletividade, ancestralidade e respeito são os valores que guiam nossas ações. Nossa missão é contribuir para a superação do sistema de opressão racista, sexista e classista no enfrentamento à necropolítica do Estado brasileiro.

O QUE FAZEMOS

O Instituto Omolará desenvolve ações direcionadas para o fortalecimento de mulheres negras, em especial das jovens negras, por meio de programas de Defesa dos Direitos das Mulheres, Formação Política e Econômica, Governança e Advocacy, e Valorização das Artes e Culturas de Resistência.

Atuamos com temas orientados à mobilização comunitária, geração de trabalho e renda e novos modelos de produção sustentáveis. Nossos projetos visam o acesso à educação de qualidade e ao desenvolvimento sociocultural. Trabalhamos com a transversalização dessas áreas para impulsionar reflexões sobre as questões de gênero, étnico-raciais, desigualdades sociais e direitos humanos. Essas ações objetivam a promoção de políticas públicas que assegurem a igualdade, equidade e a superação das violências e estão alinhadas à Agenda 2030 das Nações Unidas, contemplando os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável 4 (Educação de qualidade), 5 (Igualdade de gênero), 8 (Trabalho decente e crescimento econômico) e 10 (Redução.

O Omolara só foi registrado oficialmente em 2016, mais este fator não foi impedimento para a organização colocar em prática o objetivo pelo qual foi criado. Desde 2012, vem desenvolvendo projetos e ações com mulheres negras em situação de vulnerabilidade social em comunidades pacificadas na Cidade do Rio de Janeiro e em outras regiões do Brasil, priorizando o empoderamento econômico e social de mulheres negras através dos seguintes projetos:

Rede Rosa de Mulheres Violeta do Batam - tem como missão elevar a autoestima das mulheres, criar independência econômica, solidariedade, tendo em vista a equidade de direitos, incentivar e estimular a mulher empreendedora do Batam, e promover mudanças em prol da cidadania e autonomia das mulheres.

Oportunidade na Diversidade Rio 2016 - Evento organizado com apoio dos negócios com causa voltados para negras e negros com objetivo de discutir as oportunidades de trabalho para população jovem e negra durante as Olimpíadas 2016

Aceleração de Negócios de Impacto do Baanko Group - participou do projeto com uma proposta de desenvolvimento local através de uma agência para criação de moeda local.

Fórum de Oportunidades Empreendedoras do Batam – Espaço arejado de discussão sobre as possibilidades e estratégias de crescimento econômico e social, envolvendo não somente as empreendedoras mais toda a comunidade, escolas, lideranças comunitárias, empresas de grande e médio porte, órgãos públicos.

Marcha das Mulheres Negras 2015 – Omolara foi uma das organizações que assumiu a capitação de recursos e a elaboração de projetos para garantir a participação das mulheres negras do Rio de Janeiro na Marcha Nacional, realizada em Brasília em novembro de 2015, garantindo a participação de 200 mulheres.

Ubuntu – Somos todas Uma, Antes e depois – Contribuir no processo de entendimento e combate à prática de violência contra as mulheres nas suas comunidades, buscando os meios concretos para sua superação. Além da reflexão sobre a discriminação, e a necessidade de valorização das mulheres como cidadãs, houve o repasse de conhecimentos, tendo como legado os seguintes produtos: Elaborar e publicar uma Cartilha da Conscientização de Direitos, com o objetivo de colaborar para com disseminação de informações sobre acesso a direitos tais como: Rede de Assistência Social do Estado e Município Rio de Janeiro, Lei Maria da Penha, Sexualidade e Saúde, Instrumentos Jurídicos de proteção as mulheres, população negra, crianças e adolescentes, população LGTB ,Serviços de atendimento na área de saúde, roteiros de acesso a informativos virtuais. Este projeto foi apoiado pelo Fundo Elas de Investimento Social e Instituto Avon, através do Fundo Fale Sem Medo.


Para atender aos seus objetivos:

Estratégias de Intervenção:

Desenvolvimento Local (Formação Política, empoderamento de grupos sociais, participação cidadã e Sustentabilidade)

Educação (Intercâmbios, Formação extracurriculares, Parcerias com Universidades e Núcleos Acadêmicos, Educação Antirracista e com equidade de gênero)

Cultura (Valorização da Cultura Étnica brasileira, Promoção da cultura, defesa e conservação do patrimônio histórico imaterial, histórico, artística e diversidade cultural)

Empoderamento Econômico (Empreendedorismo, Geração de Renda e Acesso ao mercado de Trabalho, Educação Financeira, Incubação e Aceleração de Negócios, Investimento financeiro e em gestão, fim da pobreza entre mulheres e meninas negras)

Democracia e Direitos Humanos (Violência Doméstica, Equidade Racial, Formação Política e Governança, Meio Ambiente, Empreendedorismo Político e Social ).

Metodologias : 

Ecosistemas de Direitos , Ecosistema de Empreendedorismo , Ecosistema de gestão colaborativa, Ecosistema de empoderamento e Ecosistema de redes e parcerias. 

INVESTIMENTOS RECEBIDOS

Em 2016, articulamos o Fórum de Oportunidades Empreendedoras do Batan, espaço de discussão sobre as possibilidades de crescimento socioeconômico. A prioridade deste investimento, recebido do Instituto Rio no valor de R$7.000, foi a de estímulo ao desenvolvimento socioeconômico com foco na promoção da igualdade de gênero e raça. Em 2016, recebemos R$30.000 do Fundo Elas e Instituto Avon para realização do projeto “Ubuntu – Somos todas Uma, Antes e Depois”, o qual a prioridade foi o combate à violência de gênero. Em 2017, recebemos R$8.000 da ABONG e União Européia para execução do projeto “Resistência Democrática”, viabilizando a participação de mulheres negras do Rio de Janeiro (RJ), na Marcha das Mulheres Negras RJ. Em 2019, executamos o projeto “Trabalho digno para as mulheres na cadeia da moda – Costurando Gênero com Direitos Sociais e Empreendedorismo”, com investimento de R$12.000 recebido do Instituto CA através da FASE, com o objetivo de criar espaços de diálogo e troca de experiências entre mulheres negras costureiras para construção coletiva de novos saberes e fazeres como possibilidade de intervir e transformar as realidades. No final 2019, por meio do Projeto Trincheira Preta Feminista, fomos aprovadas no Edital Fortalecimento de Capacidades de Organizações, Grupos e Coletivos de Mulheres Negras Fundo Marielle Franco – iniciativa está administrada pelo Fundo Baobá para Equidade Racial, direcionado ao fortalecimento institucional do Omolara Brasil no valor de R$ 170.000,00. Por meio do projeto Balaio de Resistência, iniciativa apoiada pelo Fundo Saap e Fundação Laudes (antigo Instituto C&a) no valor de R$14.050,00, atuamos no cenário de enfrentamento de vulnerabilidade agravado pela pandemia da Covid-19, com a entrega de 33 Cestas Básicas por três meses para mulheres costureiras e ativistas comunitárias. Apoio Institucional investimento social este feito pelo Fundo Saap e Fundação Laudes no valor de R$15.000,00 para o fortalecimento estrutural vide covid19.

Atualmente o Omolara é composto por sete mulheres negras que atuam em diferentes áreas no contexto social possibilitando maior capilaridade das nossas intervenções. 

O Instituto Omolará é uma organização de mulheres negras, sem fins lucrativos, que age para a valorização das raízes africanas, através da garantia equânime de direitos, do fortalecimento do afro empreendedorismo e da mobilização de…

Áreas Temáticas incluem

  • Desenvolvimento Comunitário
  • Desenvolvimento Econômico
  • Empreendedorismo
  • LGBT
  • Raça & Etnicidade

Localização & Contato

Inscreva-se no Idealist

Inscreva-se hoje para salvar Organizações e assim receber alertas de emails toda vez que novos anúncios forem publicados.