Buscar

A Importância da Presença das Organizações Sociais em Mídias Digitais

Poliana Guerra

Quer trazer engajamento à sua Organização Social? Coloque-a na REDE!

As redes sociais contêm um paradoxo, em termos de público, que pode ser muito benéfico, sabendo-se fazer bom uso dele. É um meio democrático por excelência, fato majorado pela amplitude do alcance que telefones celulares conectados deram às publicações realizadas online. E é o meio mais segmentado existente. Os infinitos canais de conexão na rede, possibilitam ter perfis de alcance muito bem determinados e definidos. 

Ali, os perfis se segmentam tanto, determinando características tão particulares, que não falamos mais de público, mas de personas, espécie de perfil fictício que representa o cliente arquetípico de uma empresa, com cada traço do perfil determinado.

Uma ONG não precisa ter perfis em todas as redes sociais existentes, mas é importante mapear aquelas em que sua persona está mais forte e a partir daí, estabelecer a sua presença no canal, tornando-o ferramenta para:

  • Divulgar o trabalho da organização à sua persona definida;
  • “Educar” as personas no trabalho e contexto da organização, criando e mantendo relacionamento com quem ajuda, quem é ajudado e propondo esta conexão;
  • Estimular o engajamento e o debate, respondendo aos comentários de forma personalizada;
  • Monitorar temas de destaque, em afinidade com o universo da organização, em discussão em outras redes e blogs e trazer conteúdos;
  • Divulgar os trabalhos e ações da ORGANIZAÇÃO através de técnicas de ampliar alcance a baixo custo como campanhas de indicações para amigos.

Compartilhando novidades alternando entre postagens orgânicas e patrocinadas, diversifica-se o alcance, além da própria rede de contatos da instituição. Posts patrocinados permitem que o seu conteúdo atinja novas audiências e conquiste novos seguidores. E nas mídias sociais é você quem define o perfil do público que vai te ver. Assim, definindo seu foco com palavras chave como ativismo, solidariedade ou representatividade social, você vai acertar exatamente na sua persona, potencialmente engajada.

O ‘lugar de fala’ de cada um na rede

Antes da escolha das redes adequadas ou de definições intrínsecas a elas é importante pensar nas páginas oficiais da OSC. Um site é importante por ser o cartão de visitas da organização, dando credibilidade e trazendo informação sobre ela. Símbolo de presença digital que, com algumas ferramentas básicas, dá voz à organização. Vem visitar nosso cartão de visitas aqui, a PLATAFORMA IDEALISTA, e nos diga o que acha!

Um blog, por sua vez, pode dar autoridade à organização por estimular a produção de conteúdo identitário e personalizado e torna-la referência em seu segmento de atuação ou de dar a mesma voz a seus voluntários. O Blog IDEALISTA nos define bem o perfil, nos mais variados temas, nos levando a cada persona ou potencial seguidor.

Plataforma Idealist.org para captar voluntários

E aí entra outro ponto relevante em redes sociais de OSCs, a captação de voluntários. Convidamos a criar um perfil e publicar suas necessidades por voluntários na plataforma idealist.org.  A plataforma tem campos e CTAs específicos para facilitar o encontro de vagas de voluntariado e uma base de 1.3 milhões de usuários. O perfil de sua organização na plataforma deverá conectar com sua própria página e redes sociais. Se você que nos lê tem necessidade de recrutamento de voluntários, recomendamos anunciar e utilizar as redes sociais para divulgar as vagas.

Compartilhar para alcançar

Ferramentas próprias definidas e ‘desenhadas’, no formato e linguagem adequados, as redes sociais serão os canais centrais de distribuição dos conteúdos e outras informações relativas, da organização em questão. Conteúdos identitários, arquitetando um marketing de atração com a divulgação, formando e informando os distintos públicos das ações e do foco de atuação da OSC. Isto pode ser feito em publicações temáticas periódicas, mas também é importante manter a company page com informações completas da iniciativa/projeto social.

Instagram

Passando, portanto,  às redes sociais e avaliando as grandes, o Instagram, preferência do momento, tem foco em imagens. Estáticas (as ditas fotografias!) e aquelas em movimento (vídeos), na dianteira do alcance, por seu consumo passivo! O campo social é um terreno muito fértil em termos de imagens. Fazer o bem é bonito, em qualquer lugar e as imagens entornam esta beleza e conquistam o engajamento, que pode ser bem conduzido ao engajamento e adesão. Importante ter uma conta corporativa para acompanhar alcance e perfil de suas personas, redefinindo estratégias e posicionamento, se necessário. Veja por exemplo o Instagram do Idealist.

LinkedIn

O LinkedIn (já estamos lá! Vem conhecer) é a rede profissional por excelência, com mais de 600 milhões de usuários ativos. Trazendo perfis de empresas e profissionais, é ambiente repleto de oportunidades para iniciativas sociais e voluntários de qualquer parte do mundo e também permite que você selecione a audiência dos seus posts de acordo com habilidades, cargo, indústria, campo de estudos e outros.

Através dele as iniciativas sociais podem criar company pages para compartilhar conteúdo oficial sobre suas atividades e propósito e usar a base de networking da rede para levar seu conteúdo e atividades a contatos com alto poder de decisão, com objetivo de prospectar parcerias, voluntários e apoio institucional. 

Facebook

O Facebook, de modo geral, está em queda. Basta assistir à evolução do alcance de páginas específicas por determinado período (recente) para constatar que o acesso vem caindo, visivelmente. Mas ainda é a rede que melhor agrupa imagens e texto. O que está em queda é, visivelmente, o texto escrito, mas como não encontramos, ainda, alternativas suficientes para dar legenda aos temas que assim pedem (o vídeo é uma delas!), o FACEBOOK mantem seu espaço no portfólio mínimo necessário de presença digital. Entra, curte e acompanha nosso IDEALISMO e TRANSFORMAÇÃO SOCIAL.

Entre as ferramentas e possibilidades da rede de Mark Zukerberg estão ainda os grupos. Nossa ambição idealista é torna-los mais que um espaço de diálogo e convergência, mas de troca e aprendizado, sobretudo! No cenário pandemia que vivemos, nosso grupo concentrou suas trocas e esforços em torno da ajuda às vítimas COVID. Estamos no Grupos de Ajuda COVID19, convergindo esforços e conexões em uma luta comum. Caso integre algum grupo de ajuda ou seja, você mesmo, uma iniciativa solidária, acesse e integre. Quanto mais conexões, maior nossa possibilidade reflexos positivos.

Whatsapp

Nosso último passo nesta estrada digital, por enquanto e não por fim, é o Whatsapp, seus grupos e sua conta corporativa. Enquanto ferramenta de mensagens ‘rápidas’ via telefone, o aplicativo nos dá um acesso mais direto e imediato a cada um com quem nos conectamos. Os grupos nos permitem convergir interesses, provocar o debate direto, direcionar conteúdos e fortalecer os vínculos que vão sendo construídos entre pessoas. Também gerenciamos um grupo para Grupos de Ajuda COVID 19,  que ambiciona trocas entre movimentos solidários, no cenário que vivemos hoje. Finalmente, WhatsApp do Idealist + 55 11 3042-2852 serve para atendimento personalizado, suporte individual e distribuição de conteúdo.

Estratégia

Definidas páginas e redes, importante pensar em uma variável muito importante do Marketing Digital em geral: a recorrência. A velocidade da era digital exige que um conteúdo não seja nunca pontual, mas periódico. 

A necessidade da presença permanente na rede se justifica por diferentes fatores. Um dele vai ao velho dito popular; ‘quem não é visto não é lembrado’. O velho conhecido algoritmo guia a visibilidade da rede e vamos aprendendo técnicas de driblá-lo e abrir espaço.  O outro é a velha AUTORIDADE, já mencionada aqui algumas vezes. 

No cenário do terceiro setor, sobretudo, a importância da permanência tem outras razões particulares: - a necessidade de atuar na ‘educação’ e formação das personas sobre seu campo e contéudo, a importante retenção dos voluntários conquistados, que não têm outro vínculo, senão a consciência e a reincidência na captação de recursos. 

Na ‘Era da Informação’ em que o público já tem na palma da mão (literalmente, com os celulares) toda informação que busque para se converter ou engajar, é necessário encontrar novas formas de diferenciar-se e, via marketing de atração, conquistar pelos valores. É o diálogo que queremos com todos. 

Fazer internamente ou Terceirizar?

A produção interna é a melhor ferramenta para produzir conteúdos completamente alinhados aos objetivos de sua empresa. Se assim optar, importante conseguir mensurar qual é a real capacidade de produção do seu time, de modo que não prejudique a qualidade dos conteúdos e não incorra no risco de desvio de foco de áreas não exclusivamente dedicadas.

A produção terceirizada, por sua vez, é uma das formas mais escaláveis para criar um grande volume de conteúdo em um tempo considerável e é ideal se você tem uma estratégia ampla, necessitando diferentes especialistas para ancorar diferentes temas. Por fim, tal escolha te dará tempo e condição de se preocupar com demais problemas de sua estratégia de marketing de conteúdo, que vão além da produção.

Caso ache que a terceirização seja o caminho mais adequado para a sua organização, empresas como a PoliContent e o especialista em LinkedIn Diego Ferreira, que auxiliam o Idealist a se manter conectado com seu público em português, são boas alternativas.

Central de Recursos Covid-19 -  Grupos de Apoio Mútuo - Recursos por Cidades

Idealist.org - Encontre um emprego. Conecte-se com organizações sem fins lucrativos. Cresça sua comunidade. Construa um mundo melhor.

Gostou da história? Inscreva-se abaixo e compartilhe em suas redes sociais

Compartilhe essa publicação

Poliana Guerra

Poli são várias. Com formação diversa e tendo trabalhado também em diferentes áreas em sua trajetória, Poliana se encontrou nas palavras e no IDEALISMO e tem paixão por contar estas histórias! Além de fazer freela como gestora de conteúdo, também trabalha com gestão de mídias sociais. Mande um alô: policontent.poliguerra@gmail.com