Idealist logo
idealist

Menu

pin icon
pin icon
Publicar um anúncio
circle-add icon
Cadastrar Organização
Idealist logo
idealist

Buscar

Idealist logo
idealist
social/facebook icon
social/twitter icon
social/linkedin icon

Como iniciativas de ajuda mútua lideradas por mulheres estão fortalecendo a resposta à COVID-19

Shareable.net de perfil da imagem

Shareable.net

Artigo de Kristi Eaton publicado originalmente na Shareable em 11.05.2020 e como capítulo do ebook gratuito Lesson's From the First Wave que retrata lições da primeira fase de pandemia.

Se você participa de alguma iniciativa de ajuda local, cadastre-a gratuitamente na plataforma idealista para acessar recursos, ideias e pessoas dispostas a ajudar.

Tradução por Tiago Giordani - tiago.giordani.translator@gmail.com

Mulheres em uma reunião de trabalho
Foto de Retha Ferguson da Pexels

Em todo o mundo, indivíduos têm se unido para criar iniciativas de ajuda mútua para ajudar uns aos outros durante a atual epidemia de coronavírus. Desde a criação de grupos no Facebook e planilhas do Google até a doação de itens para os necessitados, as mulheres lideraram muitos desses empreendimentos. As mulheres também têm mostrado liderança no combate à epidemia, já que os países com alguns dos melhores resultados estão sendo liderados por mulheres.

Ao longo da história, as mulheres desempenharam papéis importantes na defesa das pessoas ao seu redor.

Dorothy Day era uma ativista social que defendia os pobres e indigentes. Ela deu início ao Movimento dos Trabalhadores Católicos, uma iniciativa pacifista que estabeleceria as bases para alguns dos empreendimentos iniciados na era do coronavírus. Outra ativista de direitos femininos, Ericka Huggins, é ex-líder do Partido dos Panteras Negras e também foi a primeira mulher e a primeira pessoa negra a ser nomeada para o Conselho de Educação do Condado de Alameda.

Hoje, esses ideais estão de volta, ajudando a estimular o ativismo localmente em todo o mundo. Quando os casos do coronavírus começaram a aparecer em Oklahoma, um grupo de mulheres do estado iniciou um grupo no Facebook no qual as pessoas que estavam em casa por vários motivos podiam solicitar que um voluntário fizesse suas compras no mercado para elas.

“O grupo nasceu devido a uma necessidade em nossa própria comunidade pessoal’, disse Rebecca McClure, uma das mulheres que coordenam o grupo. “Vivemos em uma pequena comunidade rural com uma grande população de idosos. Sabíamos que eles precisariam de assistência para conseguir seus mantimentos e estávamos preocupados em como seriam capazes de fazer isso com segurança. Não queríamos que arriscassem sua segurança por causa das necessidades.”

McClure disse que ela e outras mulheres tiveram a ideia para o The Oklahoma Grocery Network depois de ver um grupo semelhante começar no Alasca.

“[Minha amiga Angie Buchanan] viu como o grupo foi bem utilizado no Alasca e decidiu começar um grupo em Oklahoma”, disse McClure. “Ela reuniu um grupo de mulheres para fazer parceria com ela, pois sabia que seria um grande empreendimento. Ela visitou seus colegas e amigos. Muitos de nós são gestores de caso ou professores que atualmente trabalham em casa.”

McClure disse que uma das histórias que se destacou em sua mente foi um dos primeiros pedidos que recebeu. Uma mãe e seus filhos imunocomprometidos precisavam de mantimentos. Um voluntário atendeu a ligação em minutos, e a família recebeu os itens necessários em algumas horas, disse ela.

“Essa iniciativa não é algo que pode ser feito com um grupo pequeno de pessoas”, aconselha. “Não consigo nem contar a quantidade de voluntários necessários nos bastidores para organizar algo dessa magnitude. Estamos em 32 condados de 77 em Oklahoma. Tivemos que nos relacionar com outros grupos para encontrar ajuda porque não poderíamos fazer isso sozinhos.”

Os coordenadores da Oklahoma Grocery Network recrutaram pessoas de todo o mundo para doar seu tempo recolhendo mantimentos em lojas ou bancos de alimentos, diz McClure. “Há muitas mãos que ajudam em nosso estado”, acrescentou ela.

Em Chicago, Alycia Kamil, de 19 anos, que é um membro do Good Kids Mad City – um grupo anti-violência armada liderado por jovens – organizou um serviço de entrega de mantimentos quando o “lockdown” começou lá.

“Queríamos nos envolver porque vimos muitos outros estabelecendo ajuda mútua e temos uma longa história como organização de doação de alimentos, recursos e dinheiro para a comunidade. Era tudo uma questão de descobrir como iríamos ajudar nessa situação específica”, disse Kamil. “Então, criei um formulário do Google para as pessoas dos lados sul e oeste preencherem e demos mantimentos para mais de 32 famílias.”

Eles levantaram mais dinheiro do que o inicialmente previsto para o serviço de mantimentos, então começaram um fundo de emergência, acrescentou ela. O grupo arrecadou mais de US$ 10.000 e continua recebendo doações. Kamil diz que cada momento do processo foi algo a valorizar.

“Eu não venho das melhores origens financeiramente”, disse ela. “Eu mesma me candidatei a diferentes fundos de ajuda mútua, então sei exatamente como é obter essa ajuda. Uma coisa que muita gente destacou e que com certeza fica comigo é que eles estão muito felizes em ver os jovens negros sendo os que estão retribuindo e realizando essas iniciativas, porque todos nós sabemos que se ninguém vai fazer isso para nós, nós é que temos que fazer.”

Se as autoridades eleitas, governadores e prefeitos não estão fazendo o suficiente pelos cidadãos e residentes, eles [o grupo Good Kids Mad City] têm que fazer isso, disse ela, acrescentando que espera que as pessoas continuem se reunindo mesmo depois da pandemia.

Enquanto isso, no Reino Unido, uma mulher de Londres está trabalhando em um esforço de ajuda mútua para distribuir produtos higiênicos gratuitos para trabalhadoras de saúde que não têm acesso a eles, bem como para mulheres e meninas que vivem na pobreza.

Hayley Smith é a fundadora da FlowAid e fez parceria com a Ealing COVID-19 Mutual Aid and Homestart para garantir que as doações sejam entregues com segurança, proteção e diretamente para aqueles que precisam delas.

“As doações são divididas da forma mais equitativa possível, entregues diretamente e, em seguida, as organizações as levam às mulheres que precisam delas”, disse ela. “O foco é no oeste de Londres, e [os produtos] são levados para mulheres e meninas que vivem na pobreza, bem como para bancos de alimentos e hospitais.” Smith disse que o processo é complicado de coordenar. “As pessoas me contatam que desejam doar e eu forneço um endereço para o qual os produtos devem ser enviados diretamente”, acrescentou.

Ela acrescentou que, como uma empresa local, é fácil para as pessoas dirigirem e entregá-los, mas a maioria das pessoas está optando por fazer o pedido online e enviá-lo para o endereço. “É um pouco mais lento, mas a maneira mais segura para todos”, disse ela. “Isso também significa que conseguimos expandir em todo o Reino Unido. Os produtos estão sendo deixados na porta, e então as organizações de forma profissional desinfetam os produtos e os entregam 24 horas depois.”

Embora muitas iniciativas de ajuda mútua tenham sido iniciadas por homens, Smith observou, ela acredita que há algo especialmente estimulante nas mulheres. As mulheres, disse ela, naturalmente querem ajudar e apoiar. “A crise é um grande motivador para mudança e inovação, e vimos o quanto dependemos de trabalhadores essenciais, então é justo que queiramos apoiá-los, e por isso vimos um aumento de iniciativas locais e campanhas de base.”

 

linha

Resposta do Idealist frente ao Covid-19

Central de Recursos Covid-19 -  Grupos de Apoio Mútuo - Outros Artigos

Idealist.org - Encontre um emprego. Conecte-se com organizações sem fins lucrativos. Cresça sua comunidade. Construa um mundo melhor.

Gostou da história? Inscreva-se abaixo e compartilhe em suas redes sociais

Compartilhe essa publicação

social/facebook icon
social/twitter icon
social/linkedin icon
Shareable.net de perfil da imagem

Shareable.net

Shareable é uma ONG de comunicação e rede de ação que empodera pessoas a compartilharem em prol de um mundo mais resiliente, justo e alegre. Eles inspiram transformação social por meio de publicações, ferramentas e campanhas criadas em colaboração com parceiros (como o Idealist) de todo o mundo.